Vale do Ivinhema Agora
Campo Economia Região

Exportações de Mato Grosso do Sul crescem 22% no primeiro quadrimestre do ano

Portal do Governo de Mato Grosso do Sul

 

O valor de tudo que Mato Grosso do Sul vendeu ao exterior nos quatro primeiros meses de 2022 somam US$ 2.53 bilhões. Esse valor é 22% superior ao apurado no mesmo período do ano passado: US$ 2.076 bilhões. As importações também cresceram – foram US$ 1.035 bilhão entre janeiro e abril de 2022 contra US$ 742 milhões no igual período de 2021. Com isso, o superávit da Balança Comercial (a diferença entre o que o Estado exportou e importou) não subiu na mesma proporção que as exportações. Passou de US$ 1.333 bilhão para US$ 1.499 bilhão, alta de 12%.

Os dados constam na Carta de Conjuntura elaborada pela Coordenadoria de Economia e Estatística da Semagro (Secretaria de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar). Os números seguem uma tendência de melhora da economia sul-mato-grossense e refletem a venda da safra de soja que terminou em abril, fazendo com que o produto assumisse a lista da pauta de exportações pelo segundo mês consecutivo.

Secretário Jaime Verruck

“A comercialização da safra de soja faz com que o produto assuma a lista dos principais commodities do Estado, desbancando a celulose, cuja produção é praticamente estável o ano todo. Temos que considerar, ainda, que tivemos uma quebra considerável na safra de soja devido a problemas com estiagem, ou seja, o volume e o valor das exportações com esse produto poderiam ser ainda maiores”, ponderou o secretário da Semagro, Jaime Verruck.

A soja, sozinha, respondeu por 39,97% do valor total exportado por Mato Grosso do Sul no primeiro quadrimestre, aumento considerável (+32%) em relação ao volume apurado com a venda do produto no mesmo período do ano passado. No segundo lugar da pauta aparece a celulose, com 17,51% de participação, representando diminuição de 5,16% em termos de valores, se comparado à soma atingida com a venda desse produto entre janeiro e abril do ano passado. Já em termos de volume, houve aumento de 1,15%.

Quanto ao destino das exportações, persiste uma concentração nas vendas para a China. O gigante asiático figura como principal parceiro comercial de Mato Grosso do Sul, tendo participação de 48,12% na soma total das exportações. Os países passaram a comprar mais produtos sul-mato-grossenses, ampliando a sua fatia no bolo das exportações, foram: Índia (+614,68%) e Vietnã (+533,18%). A maior queda foi registrada nas vendas para a Argentina:  baixa de 45,62% em relação ao apurado entre janeiro e abril de 2021.

João Prestes, Semagro Fotos: Divulgação

Related posts

Defesa Civil emite alerta para as baixas temperaturas que podem durar até 5 dias

Anaurelino Ramos

“Para nós não impacta nada”, diz Azambuja sobre nova regra de ICMS sobre combustíveis

Anaurelino Ramos

Patrulha Rural recupera maquinário agrícola após tentativa de furto em Jateí

Anaurelino Ramos

Deixe um Comentário