Vale do Ivinhema Agora
Política Região

Governo usou até Operação “Lama Asfáltica” para emperrar pavimentação da MS-473

A Audiência Pública ocorrida na noite desta segunda-feira (05) na Câmara de Nova Andradina (MS) revelou importantes detalhes resultantes na demora para pavimentar a MS-473, trecho de acesso ao Campus Instituto Federal.

O Governo do Estado usou a Operação “Lama Asfáltica”, para justificar à Justiça a demora em iniciar o projeto já licitado alguma vezes, de que a estrada teria que ser preservada, pois seria alvo de investigação judicial.

A obra é reivindicada a anos pela comunidade estudantil do IFMS, estudantes da Escola Municipal Machado de Assis, proprietários rurais dos bairros adjacentes, o projeto está emperrado. E agora deste abril quando uma Ação Civil Pública foi impetrada na Justiça, o Governo se defende usando a ação.

Governador promete pavimentação à comunidade estudantil mas tenta sair da responsabilidade  na Justiça 

Márcio Pezão, assessor especial do Governo e o deputado estadual Renato Câmara, da base de apoio de Reinaldo Azambuja ouviram a sindicalista acusar o Governo de morosidade no projeto da pavimentação da MS-473 (Foto: Anaurelino Ramos)

A comunidade pediu aos governantes que passaram pelo executivo estadual a pavimentação asfáltica. Em campanha eleitoral, Reinaldo Azambuja se comprometeu em pavimentar o trecho de 25 quilômetros da sede do município até o IFMS.

Passado o primeiro mandato nada foi feito. O segundo mandato já vai se indo, sem que nada seja feito. Até que o Sindicato dos Servidores, esgotando as tentativas, entrou com uma ação na justiça.

Na defesa, os procuradores do Estado, alegaram até problemas relacionados a Operação “Lama Asfáltica”, que levou vários quadros do Governo, em gestão passada, para a Cadeia.

O Governo alega que era preciso preservar a estrada, para que não fosse perdidas provas de irregularidades cometidas por governos anteriores. Fato que foi rechaçado pela sindicalista Shirley Maria, represente Sindicato Nacional da Categoria.

“Não tem nada que se preservar ali, pois todos os meses eles patrolam a estrada, por sinal um serviço ineficiente, um dinheiro jogado fora, pois no outro dia a estrada está do mesmo jeito”, disse a sindicalista Shirley Maria.

Desta forma, começa a dar entender, que o Governo, apesar de se comprometer em campanha política, na verdade, vem se esquivando do projeto. Até uma perícia judicial foi feito na estrada, se antecipando de outro tipo de desculpa. (Vale do Ivinhema Agora)

 

 

Related posts

Governo inicia tratativas para evitar que nova variante da Covid chegue em MS

Anaurelino Ramos

Prazo para entregar declaração do Imposto de Renda começa hoje

Anaurelino Ramos

Pescadores de MS podem emitir carteirinha pelo MS Digital

Anaurelino Ramos

1 comentário

Eduardo Rodrigues 8 de agosto de 2019 , 07:45 at 07:45

To amando esse jornal..Uma midia que representa o povo.

Responder

Deixe um Comentário