Vale do Ivinhema Agora
Campo Polícia Região

Paulistano é autuado em R$ 20 mil por degradação de matas ciliares

 

Durante vistorias nas propriedades rurais do município de Brasilândia, Policiais Militares Ambientais de Três Lagoas autuaram ontem (23) um pecuarista, por degradações ambientais em área protegida em uma fazenda localizada no distrito de Brasilândia, à margem do rio Verde.

Durante a vistoria foram verificadas degradações ambientais em áreas de matas ciliares do rio Verde (Área de Preservação Permanente) da fazenda pertencente ao autuado. O infrator, cuja propriedade fica à margem do rio, permitia que seu gado acessasse livremente à vegetação das áreas protegidas do curso d’água e o pisoteio estava causando erosões do tipo ravina e assoreamento do rio. O fazendeiro foi notificado a retirar o gado da área protegida, que medida com GPS perfez 2 hectares.

Gado na área protegida da margem do rio.

O pecuarista (67), residente em São Paulo (SP), foi autuado administrativamente e multado em R$ 10.000,00. O autuado também poderá responder por crime ambiental de degradação de área de preservação permanente (APP). A pena é de um a três anos de detenção.

Related posts

Suspeito de ter matado cão a tiros é preso por posse ilegal de arma

Anaurelino Ramos

Taxa de contágio volta a subir no MS, e chega a 1.03

Anaurelino Ramos

Coronavírus em MS ultrapassa 99 mil pessoas infectadas, com mais de 10 mil novos casos em novembro

Anaurelino Ramos

Deixe um Comentário